Logo mundo invest

Entenda a taxa Selic

Voltar

Fernanda Melo
por Fernanda Melo

Criadora de conteúdo

Macroeconomia
Curiosidades
Investimentos

Entenda a taxa Selic

Certamente você já se deparou com algum noticiário que trazia alguma informação atrelada à SELIC, mas você sabe o que é e como essa taxa pode impactar no seu dia a dia?

A SELIC é a taxa básica de Juros da economia brasileira, utilizada no mercado interbancário para financiamento de operações diárias com lastro em títulos públicos federais. O sistema especial de liquidação e custódia (SELIC) trata-se de um sistema utilizado pelo banco central (BACEN) para controlar a emissão, compra e venda de títulos públicos.

As instituições financeiras realizam diariamente o gerenciamento de caixa, com o propósito de encerrarem o dia com o caixa em equilíbrio conforme regulamentação do BACEN.  Quando o equilíbrio financeiro não ocorre, os bancos que possuem um saldo positivo em caixa emprestam dinheiro pelo prazo de 1 dia para aqueles que fecharam com o saldo negativo. Esse empréstimo interbancário é lastreado em títulos públicos federais.

SELIC OVER

A taxa de Juros Selic é então obtida a partir da média ponderada de juros praticados nessas operações interbancárias lastreadas em títulos públicos e com o prazo de 1 dia útil. Sendo calculada e divulgada diariamente pelo Sistema Especial de Liquidação e Custódia.

SELIC META

A taxa SELIC também é usada como uma ferramenta de política monetária para controlar a inflação do país, que é medida pelo IPCA (Índice nacional de preço ao consumidor amplo). Quem define a meta da taxa SELIC é o (COPOM) comitê de política monetária do banco central. O conselho do COPOM se reúne a cada 45 dias para decidir os rumos da taxa Selic para o período seguinte.

Como Funciona a taxa SELIC.

Definida como a taxa básica de juros nacional, a taxa Selic é parâmetro para as demais taxas do país. Os bancos utilizam de base a taxa Selic meta para adotar a taxa de juros de empréstimos que realizaram uns aos outros.

Por ser um índice importante, a taxa Selic acaba afetando diversos tipos de investimentos que estão indexados a ela, principalmente os de renda fixa.

Com uma alta na taxa SELIC ocorre o aumento dos custos para captação de recursos para os bancos que, em resposta, aumentam o custo de crédito para os deficitários. Isso impacta diretamente na economia do país, com juros altos, as pessoas tendem a consumir menos e por consequência a produção do país diminui.

Com menos circulação do dinheiro a também uma diminuição da inflação (que é a desvalorização da moeda). Lei da oferta e da demanda quanto menos moeda na praça maior será a sua valorização. Por isso é comum que em períodos de alta da inflação ocorra também a alta da taxa básica de juros como medida para forçar a diminuição da moeda em circulação e uma queda a princípio nos preços.

Fernanda Melo

Fale com a Fernanda

Criadora de conteúdo

Formada em Geografia pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Fernanda voltou seus estudos para a Geografia econômica e social, buscando sempre compreender a lógica por trás da produção e da distribuição das atividades econômicas e de que modo elas afetam a vida das pessoas.

CNPJ 31.630.299/0001-91