Logo mundo invest

Conheça os investimentos de Renda Fixa

Voltar

por Bruno Destri Coelho

Criador de Conteúdo | Assessor de Investimentos

Conheça os investimentos de Renda Fixa

A Renda Fixa normalmente é o primeiro contato que os investidores iniciantes têm com o mercado financeiro. A Renda Fixa é uma modalidade de investimentos em que você empresta o seu dinheiro para uma empresa ou banco e em contrapartida recebe juros por isso.

Contudo, existem diversos títulos de Renda Fixa, que possuem características, rentabilidades e riscos diferentes.

Mas, vamos entender melhor cada um desses títulos:

CDB e LC

Os Certificados de Depósito Bancário (CDB) e as Letras de Câmbio (LC) são investimentos muito semelhantes e que possuem a principal diferença sendo quem emite o título. Os CDB’s são emitidos exclusivamente pelos bancos, já as LC’s são emitidos por instituições financeiras.

Uma curiosidade, mesmo as Letras de Câmbio possuindo esse nome, elas não possuem nenhuma relação com o dólar ou outras moedas, o nome é meramente ilustrativo!

Ambos têm características parecidas, são investimentos seguros pelo fato de possuírem a proteção pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC), possuem o mesmo regime de tributação, e têm uma liquidez muito variada dependendo do emissor do título. Podemos encontrar CDB’s ou LC’s com liquidez diária como também prazos de vencimento para 8 anos.

investimentos de renda fixa

LCI e LCA

A Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e a Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) são títulos que apenas possuem uma diferença entre si, o destino do crédito. Como você pode ter percebido no nome, as LCI's são destinadas ao ramo imobiliário, enquanto isso, as LCA’s são utilizadas para o agronegócio.

Mesmo não sendo tão comuns quanto os CDB’s, essa modalidade de investimento possui uma enorme vantagem comparativa em relação a outros investimentos: a isenção de impostos. Além disso, eles também possuem proteção do FGC.

Como visto anteriormente, grande parte dos investimentos de Renda Fixa possuem o IOF e IR como tributações. Contudo, o governo do Brasil incentiva esses tipos de investimento com a finalidade de estimular o agronegócio e o ramo imobiliário. Em vista disso, esses investimentos não possuem tributação!

Desse modo, você deve comparar os seus investimentos de renda fixa para analisar qual terá a melhor rentabilidade no final das contas. Caso você deseja adquirir um CDB que pague 10% ao ano ou uma LCI que remunere 10% a.a, em termos de rentabilidade final, a LCI terá um retorno maior, visto que é isenta de imposto de renda.

Para que você não fique perdendo seu tempo fazendo várias contas para ver qual investimento vale mais a pena, nós do Mundo Invest preparamos uma ferramenta exclusiva: o Comparador de Renda Fixa! Com ela você compara seus títulos e verifica a melhor rentabilidade para seus objetivos.

Em contrapartida, uma desvantagem deste tipo de título está na liquidez, pelo fato de possuir uma carência de no mínimo 90 dias. Mas para o investidor de longo prazo isso não é um problema.

CRI e CRA

Por conseguinte, o Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI) e o Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRA) também são muito semelhantes aos títulos vistos anteriormente. Contudo, os emissores destes títulos são instituições não-bancárias, no caso securitizadoras.

A rentabilidade desses títulos é muito variável e podem ser pré-fixadas, pós-fixadas ou híbridas. Normalmente, as taxas de rentabilidade costumam ser mais atrativas visto que os CRI’s e CRA’s possuem maior risco pelo fato de não contarem com a proteção do FGC. Esses títulos também são incentivados pelo governo e são isentos de impostos.

A liquidez dos CRI’s e CRA’s normalmente é baixa pelo fato de serem títulos pouco negociados, então o foco é principalmente no longo prazo.

CRI e CRA

Debêntures

Outra modalidade de investimentos de instituições não financeiras são os debêntures. Os debêntures são emitidos por empresas privadas que desejam captar dinheiro para realizar projetos, e retornam o dinheiro aos investidores com juros mais atrativos que os CDB's, por exemplo.

Por se tratar de instituições não-financeiras, os debêntures não possuem garantias do FGC e sua liquidez também é restrita ao mercado secundário. Existem alguns debêntures que são isentos de imposto de renda, chamamos eles de Debêntures Incentivadas. As debêntures “comuns” são tributadas da mesma maneira que os CDB’s (tabela regressiva de IR).

Para avaliar a segurança desses títulos é importante você entender o conceito de Rating. No mercado financeiro existem empresas responsáveis por “rankear” as empresas de acordo com sua segurança, saúde financeira, gestão, entre outros. Desse modo, elas são classificadas através do rating.

Existem 3 principais empresas de rating no mundo: 

  • Fitch Ratings 
  • Moody’s  
  • Standard & Poor’s

Elas são dedicadas a rankear empresas e títulos de acordo com seus próprios critérios. Essa tabela ilustra as classificações segundo a escala.

principais empresas de rating

Tesouro Direto

Todos esses títulos possuem o mesmo regime de tributação, através da tabela regressiva de IR.

Vale a pena ressaltar que esse investimento, ao contrário dos outros, é emitido diretamente pelo governo! Mesmo não possuindo garantia do FGC, é quase impossível um país inteiro ir à falência, o que o torna muito seguro. 

Tesouro Prefixado

Começando pelo Tesouro Prefixado (LTN), como já diz o próprio nome, sua taxa é fixa desde o momento da sua compra e há mais de uma possibilidade de data de vencimento. Com isso o investidor pode programar seus gastos. 

Existe ainda a variação do Tesouro Prefixado que possibilita o recebimento de cupons (pagamentos) periódicos (LTN-F) , de seis em seis meses. O interessante desse produto é que os rendimentos caem direto na conta investimento, podendo ser reinvestidos ou até utilizados para outros fins. 

Tesouro Selic

Seguindo, o Tesouro Selic (LFT) , é um título pós-fixado, o qual é atrelado à taxa básica de juros, a taxa Selic. Por ser pós-fixado só se saberá seu rendimento no final do período escolhido, principalmente porque a taxa Selic pode variar.

O mais interessante desse tipo de ativo é que ele possui baixa volatilidade (variação no valor do título) e, devido a isso, é o único título do Tesouro Direto que possibilita a venda antecipada sem ter o risco de perder capital. 

Tesouro IPCA

Agora, o último tipo de título é o Tesouro IPCA. Há dois tipos: Tesouro IPCA (NTN-B) e o Tesouro IPCA com Juros Semestrais (NTN-B Principal), a única diferença deles é exatamente como os nomes dizem, um recebe cupons a cada semestre e o outro não

O Tesouro IPCA tem uma rentabilidade real (rentabilidade descontando a inflação do período) por estar atrelado ao índice de inflação, o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), o que garante que o poder aquisitivo do capital investido seja mantido. 

Concluindo

Agora você já está preparado para começar a montar sua carteira de investimentos de Renda Fixa. Para você escolher os melhores títulos é preciso entender o momento do mercado. Assim, você poderá alocar seus recursos de uma maneira mais otimizada de modo que potencialize sua rentabilidade. 

Para muitas pessoas essa tarefa pode não ser tão simples. Por isso, através da plataforma do Mundo Invest você pode mapear seus investimentos pela nossa tecnologia, com o auxílio de um profissional do mercado financeiro e de maneira 100% gratuita

Fale com o Bruno

Criador de Conteúdo | Assessor de Investimentos

Economista em formação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Hoje com 21 anos, Bruno é um dos criadores de conteúdo da equipe do Mundo Invest. Ele é responsável pela elaboração de posts para nosso Instagram, como também pela criação dos ebooks e blogs da nossa plataforma.

CNPJ 31.630.299/0001-91