Tipos de Análises

As duas análises de ativos financeiros mais usadas no mercado:

Análise Técnica x Análise Fundamentalista

Análise Técnica

A análise técnica (gráfica) é um tipo de análise que acredita que acredita que todas as informações de uma empresa ou de qualquer outro ativo financeiro já estão sendo representados no preço do ativo.

Seu único foco é analisar o comportamento dos preços dos ativos e identificar os pontos de compra e de venda.

Um pouquinho de história

As análises técnicas foram baseadas nos estudos que foram feitos por Charles Dow, no século XX. Charles Dow publicava seus artigos sobre os comportamentos do mercado financeiro em grandes jornais, como no The Wall Street Journal, e foi em meio as suas pesquisas e análises que foi criada a Teoria de Dow.

A Teoria de Dow é a base da análise técnica. O investidor que a utiliza necessita fazer muito mais operações, o que implica estar sujeito a maiores riscos. É normalmente utilizada para maximizar ganhos em prazos menores, encontrando oportunidades no dia-a-dia.

Hoje em dia, a análise técnica é composta por diversos de tendências e indicadores do mercado, como o Índice de Força Relativa, Bandas de Bollinger e o Volume de Médias Móveis.

Principais características

  • Análises nos padrões que são formados nos gráficos;
  • Operações com alto gerenciamento de risco;
  • Operações de curto prazo (que duram até semanas);
  • É usado para especular;

 

Análise Fundamentalista

A análise fundamentalista é é o tipo de estudo mais tradicional do mercado financeiro. Grandes personalidades, como Warren Buffet, mega investidor do famoso Wall Street, utiliza esse tipo de estudo para escolher os ativos para investir.

Esse tipo de análise busca avaliar a saúde financeira das empresas, fazer projeções de resultados futuros e determinar quais são os preços justos a serem pagos pelos ativos (ações). Por este motivo, os analistas de mercado levam em conta os fatores micro e macro econômicos que influenciam o resultado das empresas.

Trata-se de uma visão a longo prazo do negócio, do segmento em que está inserido e como as empresas vão reagir e entregar seus resultados futuros.

Na análise fundamentalista, busca-se entender os seguintes fatores: potencial de crescimento da empresa, lucro, boa administração, governança corporativa, diversificação setorial, índices da DRE e análise do balanço patrimonial.

Até ai entendi, mas qual delas é a melhor?

Se houvesse uma resposta para essa questão, todos já estaríamos ricos.

Não existe uma uma resposta certa, mas sim entender qual tipo de análise/estudo se encaixa mais com o seu perfil de investimento. Não se pode afirmar que um tipo de análise garante um retorno maior que a outra, mas que sim, na análise técnica o investidor fica em uma posição mais especulativa, e na análise fundamentalista o investidor se coloca em uma posição mais participativa da empresa, participando ativamente da sociedade.

Resumindo

Compartilhe isso: