Opere Mini Contrato de Dólar

Quer Começar a Operar Contrato de Mini Dólar?

No mercado brasileiro, depois das negociações de contratos futuros de DI (juros), a procura pelos contratos de dólar comercial (mini dólar) é a mais comum.

São acessíveis e práticos, mas como todo produto financeiro, é necessário entender o que é e como funciona antes de se aventurar nos investimentos.

 

O que são derivativos?

Os derivativos são conhecidos como contratos futuros. Estes instrumentos financeiros oscilam em função de outro instrumento e estabelecem a compra e venda a um dado preço, numa data futura.

Nesse caso, o mini dólar oscila em função da taxa de câmbio de Reais por Dólares.

Porque são chamados de “minis”?

Esses contratos representam 20% dos contratos de dólar cheio, que equivale a US$50 mil. Logo, os “minis” representam um contrato de compra e venda de US$10 mil dólares.

Foram idealizados para dar maior acesso aos investidores pessoa física.

 

 

Como obter sucesso com os minis?

É preciso ter, primeiramente, uma coisa em mente: especular mini dólar, sua negociação reside na previsão da taxa de câmbio. É neste ponto que precisa focar.

Para isso, a análise técnica é bastante recomendável. Mas, o investidor pode contar com análises do cenário macro econômico, como a liquidez de dólares na economia local, condição econômica brasileira e outros, para dar maior repertório ao investidor na hora de tomar suas decisões.

A negociação pode ser feita a partir de um contrato. Nesse caso, cada ponto de oscilação representa R$10,00 reais de ganho ou prejuízo.

Os contratos de mini dólar são alavancados, ou seja, você não precisa dispor de R$10 mil dólares para negociá-los e pode movimentar um capital muito maior do que realmente tem em conta.

Você pode obter maiores ganhos, mas ao mesmo tempo fica exposto à maiores riscos.

Tributação

Além da corretagem e emolumentos, as operações em mini dólar são tributáveis em 15% sobre o lucro líquido nas operações normais e 20% nas operações de day-tranding. Sem falar que o investidor é responsável pelo recolhimento do imposto de renda.

Compartilhe isso:
Tags:
Deixe um comentário