Renda Fixa

Você sabe o que é Renda Fixa?

A Renda Fixa representa aquele investimento em que as condições de rentabilidade são determinadas já no momento da aplicação.

Para simplificar essa explicação, pode-se dizer que é um empréstimo de dinheiro para alguém, como uma empresa, um banco ou para o governo. E por conta deste empréstimo, você recebe uma remuneração.

É muito importante para a nossa economia, pois é um tipo de investimento em que todos saem ganhando. O investidor ganha uma remuneração por emprestar o dinheiro, e o dinheiro emprestado é uma forma de captação de recursos.

A diferença entre a renda fixa e a renda variável, de uma forma bem simples, é que a renda variável não garante uma rentabilidade, podendo até mesmo perder dinheiro.

Classificação da Renda Fixa?

Existem dois tipos de classificação básica: pré-fixados e pós-fixados.

Os títulos de renda fixa pré-fixados são os investimentos com taxa de retorno já conhecida quando você faz a aplicação. É um tipo de investimento  bem conservador e certo do retorno esperado.

Os títulos de renda fixa pós-fixados somente mostraram o seu rendimento no futuro, já que os seus rendimentos estão atrelados a algum índice do mercado. Alguns desses índices são: IPCA, IGPM, taxa Selic, CDI, entre outros.

O que considerar deve-se considerar ao investir em renda fixa?

  • A relação de risco-retorno: Quanto maior o tempo que durar o título de renda fixa, maior vai ser o seu retorno, já que o período de aplicação está sujeito a influências macroeconômicas e é a recompensa por não mexer naquele investimento por um prazo pré-estabelecido.
  • Liquidez: É ligada a classificação do título (pré ou pós-fixado) e a remuneração do mesmo. Normalmente, um título pós-fixados a um índice que tem uma alta relevância, acaba tenho uma liquidez maior.
  • Indexador: São índices que ajudam a correção de valores nas aplicações. O mercado financeiro utiliza os índices para atualizar e projetar o resultado dos investimentos.
  • Fundo Garantidor de Crédito: O FGC é um fomentador no mercado financeiro. Se ocorrer uma perda nos seus investimentos, existem alguns tipos de títulos que tem uma cobertura de até R$ 250.000,00 por CPF/CNPJ. Produtos como CDB, LCI, LCA e Letras de Câmbio contam com essa proteção.

Vale a pena investir em títulos de renda fixa?

Os investimentos em renda fixa são importantes dentro de uma carteira diversificada, no qual tem essa parcela que está investida em ativos de menor risco. A nossa opinião é que não é bom ter uma carteira só com ativos de renda fixa.

Então sim,  vale a pena investir em títulos de renda fixa, mas não todo o seu dinheiro nesse tipo de investimento. Deve-se considerar ativos de renda variável, produtos estruturados, entre outras soluções para montar uma carteira diversificada, com bons rendimentos e segura.

 

 

Compartilhe isso: