Os Principais Tipos de COE

Você sabe o que é um COE?

Um Certificado de Operações Estruturadas – COE é a diversificação e acesso a novos mercados em um único investimento. O COE combina elementos da Renda Fixa para trazer mais consistência para a operação, e de Renda Variável, para alavancar os ganhos estruturados.

Gostamos de dizer que investir em COE, é a mesma coisa que ir para um super mercado. Você pega uma cesta e vai colocando os mais variados produtos que precisa para poder viver confortavelmente. Tanto os produtos básicos para a sua casa, como produtos de limpeza e alimentos necessários para o mês, quanto os mais requintados, que são mais uma vontade própria ou um algo extra.

Como funciona?

O COE é estruturado com base em cenários de ganhos ou perdas, selecionados de acordo com o perfil de cada investidor. É como se fosse a versão brasileira das Notas Estruturadas.

É estruturado através de um título de crédito emito por instituições financeiras, com estratégias em derivativos.

Ao criar o COE, o emissor estrutura pacotes de cenários para o desempenho de um ativo ou indexador, que pode ser tanto nacional quanto internacional.

O COE sempre é emito por um banco e registrado na Cetip.

 

Principais Características

  • Vencimento do investimento em data pré-determinada.
  • Valor mínimo de aporte.
  • Fluxo de pagamento no vencimento ou periódicos.
  • Indexados local ou internacional.
  • Cenário de ganhos ou perdas no vencimento, conhecidos desde o início da operação.
  • Tributação de acordo com a tabela regressiva de Renda Fixa.
  • Risco de crédito do emissor.

 

 

Agora que já sabemos o que é um COE, como ele funciona e as suas principais características, vamos citar os três tipos de COEs mais interessantes que estão hoje no mercado:

COE marca d’água

Essa é uma estrutura de COE em que dura por um certo período, com janelas de observação do preço do ativo. A janela de observação, dentro desse período, em que o ativo estiver com o maior preço de fechamento ao comparar com as outras janelas, é a marca d’água.

Assim como os outros dois COEs, é um tipo de estrutura que tem uma alavancagem, e para calcular o retorno do investimento deve-se usar o seguinte cálculo:

RETORNO DO ATIVO OBJETIVO = (Marca D’Água / Preço Inicial) – 1

Caso a Marca D’água fique com o preço abaixo do Preço Inicial, 100% do capital investido será devolvido, ou seja, é um investimento de capital protegido.

Exemplo:

Imagem: Mundo Invest – COE Marca D’Água

 

COE Autocallable

O COE Autocallable é ligado às ações A, B ou C e tem um período de duração, com janelas de observações para já receber o retorno da(s) janela(s).

Existem diversos tipos de estruturações desse tipo de COE, com janelas trimestrais ou semestrais de observações. O banco emissor escolhem papéis de grandes empresas, como Amazon, Netflix, Apple, entre outros,  e coloca um preço-alvo para todos esses papéis.

Se em alguma das janelas de observações as ações estiverem iguais ou maiores que o preço-alvo, o investidor recebe o capital investido com os juros pré-definidos na janela.

Aqui está um exemplo de três ações escolhidas, em que o cupom é pago no 3° semestre:

Imagem: Mundo Invest – COE Autocallable. Números meramente ilustrativos.

 

COE de Fundos

A estrutura de COE de Fundos, diferentes dos outros dois COEs acima, é que não tem janelas de observação.

Ele é estruturado da seguinte forma: o banco emissor escolhe um grande Fundo de Investimento Global, de renda fixa ou multimercado, e aplica, em média, 90% do capital  nesse fundo. O motivo dessa estruturação é que o investimento tenha uma certa segurança para os investidores com ativos menos voláteis.

Os outros 10% acabam sendo destinados para derivativos, que vão alavancar os ganhos da operação.

Quando se escolhe o COE de Fundo, você deve olhar a performance do Fundo de Investimento, o período de duração e a alavancagem dele. O real risco desse tipo de investimento é o Fundo de Investimento escolhido não performar bem, pois o período e a alavancagem já são acordados quando selecionar o investimento.

Por exemplo, na situação abaixo, o Fundo de Investimento Global escolhido tem uma média de 4% ao ano:

Imagem: Mundo Invest – COE de Fundos

 

Conclusão

O COE é um tipo de investimento recomendável para quem busca por diversificação e por ganhos maiores que a renda fixa.

Nós gostamos de COE por conta dos investidores poderem ter diversos ativos diferentes em uma só operação. E não precisar ser um grande analista de mercado para tomar as decisões. A própria estrutura já conta com pessoas que tem esse know-how e expertise.

Se tiver dúvidas, pode nos chamar no chat 🙂

Compartilhe isso:
Deixe um comentário