Derivativos

Quer saber o que são os tais dos Derivativos?

Já ouviu falar de Opções? Contratos Futuros? SWAP? Hedge?

Pois bem, vamos explicar alguns conceitos de uma maneira mais simples e prática.

O que são Derivativos?

São ativos financeiros, em que o valores e características de negociação estão amarrados aos ativos que são as suas referências. Sendo literal, é simplesmente a derivação do preço de um ativo vem de outro ativo, ou seja, é uma forma de transferência de risco a outros agentes econômicos.

Exemplo prático: Opção da Petrobras, o preço desta opção é derivado do ativo “ação da Petrobras” (PETR4).

 

E como surgiram os derivativos?

Houve uma necessidade dos produtores rurais garantirem um preço mínimo para a sua a sua produção (safra). E foi a partir disso que formaram outros mercados para os derivativos, podendo ser acoplados em três tipos:

  • Derivativos agropecuários: têm como ativo-objeto commodities agrícolas, como Café, Boi, Milho, Soja, entre outros;
  • Derivativos financeiros: têm seu valor de mercado referenciado em alguma taxa de índice financeiro, como taxa de juro, taxa de inflação, taxa de câmbio, índice de ações e outros;
  • Derivativos de energia e climático: têm como objetivo de negociação energia elétrica, gás natural, créditos de carbono e outros.

Os participantes do mercado de derivativos:

  1. Hedger: Opera nesse mercado buscando proteção contra os riscos de preços dos ativos.
    Existe um ganho na operação com o derivativo compensa uma perda das operações da empresa.
  2. Especulador: Assumem o risco da operação de auferir ganhos com a oscilação dos preços.
    Usam as suas crenças para comprar ou vender um ativo e contribui para a liquidez do mercado.
  3. Arbitrador: Faz operações na qual obtém ganhos sem risco a partir de distorções nos preços do ativo nos mercados diferentes.

 

Mercado de opções

E essas tais das opções que ficaram tão famosas de um tempos para cá?
É mercado em que são negociados direitos de compra ou venda de um lote de ações, com preços e prazos de exercício preestabelecidos.

Lançador: É aquele que vende uma opção, assumindo a obrigação de, se o titular exerce, vender ou comprar o lote de ações que a opção deriva.

Titular de opção: Aquele que tem o direito de exercer (negociar) a opção. Existem duas formas de exercer uma opção:

  • Americana: durante a vigência do contrato, a qualquer momento.
  • Europeia: apenas na data de vencimento do contrato de opções.

*Lembrando que os seus vencimentos são sempre na terceira segunda-feira de cada mês.

Mercado a termo

O mercado a termo compram-se ou vendem-se ativos com vencimentos em determinada data futura, por um preço previamente estabelecido em mercado, resultando em um acordo/contrato entre as duas partes.

O mínimo são 16 dias corridos, e com máximo de 999 dias corridos. O preço a termo, que é fixado na abertura do negócio, é formado peço preço à vista mais uma taxa de juros, que varia conforme o prazo da transação.

É um tipo de contrato muito simples, sendo um singelo contrato entre duas contrapartes. São apenas exigidos os seguintes participantes:

  • Comprador: Margem, que é um depósito de numerário e/ou ativos autorizados, em um valor estabelecido pela câmera de ações.
  • Vendedor: Cobertura, que é o depósito da totalidade dos títulos objetivo da operação.

SWAP

Como o próprio nome diz, é um tipo de troca, uma ferramenta de hedge.
Essas operações envolvem troca de moedas, índices, taxas de juros.

Exemplo: Aplicação de um CDB com rendimentos atrelados ao dólar ou a variação do índice da poupança. Na verdade, o cliente adquiriu um CDB Pré-fixado e trocou o índice de remuneração.

Mercados Futuros

São mercados em que se negociam mercadorias e ativos financeiros.
São feitos contratos padronizados, por isso são menos flexíveis que os contratos no mercado a termo.

Exigem uma margem de garantia, em que os riscos da contraparte é da bolsa de valores.

Os principais contratos futuros negociados: Boi Gordo, Açúcar Cristal, Café Arábica, Milho, Soja, Etanol, Índice – Bovespa, Câmbio, Taxa de juros – CDI,

 

Existem diversos outros detalhes sobre o mercado de derivativos.
Vamos conversar mais sobre os detalhes e entender onde está o dinheiro!

 

Compartilhe isso: